quarta-feira, 20 de março de 2013

Falo nada!

Gente! Não vou falar nada! Apenas leiam a notícia que segue:




A americana Jen Larsen, de 38 anos, chegou a pesar 118 kg e achava que, se perdesse os quilos a mais, teria seus problemas resolvidos. No entanto, após eliminar 67 kg com a ajuda de uma cirurgia bariátrica, se decepcionou. “Perdi meu senso de personalidade, meu senso de proporção, meu senso de dignidade, de maturidade, de controle. Estava magra, mas minha vida não era de repente e magicamente perfeita, e isso me surpreendeu completamente”, revelou. Os dados são do jornal Daily Mail.

Larsen escreveu o livro Stranger Here: How Weight-Loss Surgery Transformed My Body and Messed with My Head (em tradução livre, Estranha Aqui: Como Cirurgia de Perda de Peso Transformou Meu Corpo e Mexeu com a Minha Cabeça) e contou sobre sua experiência. Após falhar em várias dietas, decidiu apostar no procedimento cirúrgico. “Parece ridículo realmente ter caído no conto de fadas de perda de peso. Mas eu tinha caído completamente e depois fui cegada pela falta de um ‘felizes para sempre”

Eliminar peso aumentou sua energia e as dores nos joelhos e costas melhoraram. Mas seus problemas permaneceram do mesmo tamanho. “A natureza (cirurgia bariátrica) é que você pode ignorar completamente as coisas que os médicos lhe dizem para fazer. Eles dizem para fazer exercício, não beber, não fumar, comer bem. E você não se preocupa em fazer nada disso, mas ainda perde peso. O problema era que perdi todos aqueles quilos, mas eu não tive que mudar coisa nenhuma sobre o meu eu. Não tive que resolver qualquer dos problemas emocionais ou psicológicos”, concluiu.


Tirei daqui.

Não adianta operar o estômago e não tratar a cabeça. Sem mais!

10 comentários:

  1. por isso que em meus depoimentos eu sempre falo que a cirurgia não eh magica e nem milagre, e tb não eh sinonimo de felicidade, vejo muita gente operando e ja criando a expectativa que operou os estomago e "plim" todos os problemas serão resolvidos, hahahaha, meramente enganados...
    Aguardo sua visita no meu |Blog| e |Vlog| onde conto tudo sobre minha Cirurgia Bariátrica (Gastroplastia ou Redução de Estômago).
    |Blog| http://isaclourenco.blogspot.com.br/
    |Vlog| http://www.youtube.com/100observacoes
    |Facebook| http://www.facebook.com/isacairescirurgiabariatrica
    |Email| isacaires@gmail.com
    |Twitter| https://twitter.com/IsacAires_
    |Instagram| http://instagram.com/isacaires

    ResponderExcluir
  2. Verdade Carol acho que por isso é bom ter um tratamento psic antes e dps gastro.

    ResponderExcluir
  3. Disse tudo... hj mesmo comentei num blog q cabeça de gordo será sempre cabeça de gordo... lógico q me esforço pra mudar, melhorar meus pensamentos "gordos", mas não é nada fácil... e a cada dia luto pelo meu "feliz para sempre" com a força e a determinação de alguém q nunca operou o estomago!!! bjsss

    ResponderExcluir
  4. Realmente, acompanhamento psicológico é essencial!

    ResponderExcluir
  5. Me reservo ao direito de ficar calada também!
    Aaaaah não! Preciso desabafar: Mas que idiota essa aí!

    ResponderExcluir
  6. Exatemante. Corpo magro, cabeça gorda... NÃO COMBINAM! Acompanhamento psicologico é extremamente importante. Você tem que estar disposto a mudar, a se aceitar ou se "conhecer" antes da cirurgia para evitar surpresas como esta.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Muito triste a história dessa moça. Eu vejo nos fóruns muitas pessoas que não estão preparadas.
    A cirurgia não nos trará namorados, amigos, experiências de vida. Ela apenas nos permitira ir atrás dessas coisas... mas temos que continuar indo atrás.... triste por ela :(

    http://30emagrinha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. E o que você sugere? O que é tratar a cabeça? O que você faz pra tratar o assunto?

    ResponderExcluir