domingo, 2 de abril de 2017

Distorção de imagem

Trabalhei por mais de 6 anos em uma empresa e nela vivenciei todos os passos da minha cirurgia bariátrica: desde a decisão de operar até as vitórias pelos quilos perdidos. Mas saí de lá na fase onde havia reganhado um pouco de peso (como falei no post anterior. pra ler clique aqui).
Hoje estou numa nova empresa e as pessoas me conheceram no meu peso atual, isto é, com pouco mais de 70 quilos. Mas na minha cabeça parece que sempre vou ser a "gordinha da turma", sabe? Faço piadinhas de gordo e nem sempre consigo me ver como uma pessoa de 70 e poucos quilos. Não tinha um ponto de referêncai pra dizer "sou igual aquela moça ali".
Neste emprego novo, houve um treinamento em que conversei com a instrutora e, papo vai papo vem, falei da minha cirurgia e ela disse que pesava 70 quilos e vestia 42. Fiquei maravilhada. Eu a via como uma pessoa magra e com o corpo bonito... foi quando finalmente eu consegui achar um ponto de referência além do que o espelho já me mostrava. Eu estou magra e isso é um fato. Tô ainda um pouco acima do  peso? Pode ser! Mas não estou mais gorda.
Foi quando todas as fichas foram caindo: os elogios dizendo "agora chega de emagrecer", as roupas que não me servem mais nos últimos meses, os comentários insistentes do marido... tudo tornou-se real e eu realmente agora me vejo como uma pessoa dentro do peso adequado. 
Já ouvi diversos relatos de amigas dizendo que não se viam magras (mesmo estando) e achei que não fosse passar por isso. A dica é: ache um ponto de referência (uma pessoa com mesmo peso e altura que vc), faço um vídeo, experimente roupas que vc não usa há alguns meses... isso pode ajudar. Pelo menos foi isso que me fez me sentir magra. Finalmente.




Fevereiro/12  - 2015 -  Março/17


terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

5 anos de cirurgia

E pra comemorar 5 anos de cirurgia, porque não uma postagem por aqui?
Desde a última vez, muita coisa aconteceu. Convivi com meus 80 kgs por muito tempo, mantendo o discurso de que havia perdido 50kg.

Mas com o tempo fui ganhando uns quilos a mais e cheguei a 88, pra não dizer 89kg. Tudo bem que havia um contexto pessoal muito pesado para esse reganho de peso, mas mesmo assim me assustei. Já não pesava com tanta frequência, não me importava tanto para alimentação e deixei as coisas rolarem. Perdi roupas e ganhei bochechas. 

Eu com meus 89kg

Rostinho redondo de 89kg


Fiquei com este peso por 1 ano ou pouco mais que isso. 
Foi quando reagi (o momento pessoal que estava vivendo também ajudou na reação) e voltei a perder peso. Uma técnica de meditação que aprendi com minha psicóloga e que me ajudou bastante foi a chamada "mindfulness", que em português quer dizer "atenção plena". Consiste em vc ter atenção plena em tudo que faz e sente... desligar o piloto automático da vida e ficar atento a cada detalhe. 
Serve para todas as áreas da vida, inclusive na alimentação: Será que estou mesmo com fome? Será que preciso mesmo comer mais um  pedaço disso? Porque não fazer uma salada ao invés de pedir uma pizza?". O corpo responde e muitas vezes é só vontade e não necessidade.

Hoje essa técnica está implementada na minha rotina e estou sempre alerta a tudo que acontece em minha vida. 
Voltei à minha alimentação saudável, comendo direito e os resultados começaram a aparecer.
Hoje estou com 74kgs e bem próxima da minha tão sonhada meta de 70kg. 

A postagem é pra dizer pra não desistirem. Não importa o tempo que demore... se vc persistir em algum momento o resultado vem. Não é porque se passaram alguns anos que vc operou que vc não irá emagrecer mais; não é porque vc ganhou peso (por qualquer motivo que seja) que seu objetivo não poderá ser alcançado. 
Perder peso depende de vc e de suas atitudes. 
Sempre há tempo. 
Desistir? Jamais!

Acho que é isso.
Feliz 5 anos de cirurgia pra mim! 

Eu e minha irmã: meu sonho é ficar com o corpo igual ao dela. Ta quase!

130kg / 74kg

130kg / 74kg